SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
 número7Uma Aproximação à Pedagogia-Educação SocialEnsino Profissional de Jovens: Um Percurso Escolar Diferente para a (Re)Construção de Projectos de Vida índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Artigo

Indicadores

Links relacionados

  • Em processo de indexaçãoCitado por Google
  • Não possui artigos similaresSimilares em SciELO
  • Em processo de indexaçãoSimilares em Google

Bookmark

Revista Lusófona de Educação

versão impressa ISSN 1645-7250

Rev. Lusófona de Educação  n.7 Lisboa  2006

 

Sociologia da Educação: Uma Análise de suas Origens e Desenvolvimento a Partir de um Enfoque da Sociologia do Conhecimento

Rosilda Arruda Ferreira *

Este trabalho pretende analisar aspectos relacionados às origens e o desenvolvimento do campo científico da sociologia da educação segundo um enfoque da sociologia do conhecimento e sob uma dupla perspectiva: como um processo intelectual e como um fenômeno histórico-social. Para tanto, identifica as tendências teórico-metodológicas de prestígio do campo da sociologia da educação e suas relações com o contexto político-social, priorizando, nessa análise, os aspectos relacionados com as mudanças na função social assumida pela escola ao longo do tempo. Após as análises realizadas, conclui que no interior do campo científico da sociologia da educação convivem, na atualidade, teorias voltadas para a ação cotidiana, em que predominam, por um lado, temas relacionados à representação social, à ação do sujeito no cotidiano, e, por outro, teorias voltadas para o sistema social mais amplo, em que predominam as abordagens dos nexos entre a estrutura social e as interações que formam os sujeitos individuais e coletivos e as desigualdades existentes no sistema educacional.

Palavras-chave: sociologia da comunicação, sociologia do conhecimento, sociologia da educação.

 

Sociology of Education: An analysis of its origins and development from an approach of the Sociology of Knowledge.

This work intends to analyze aspects related the origins and to the development of the scientific field of the Sociology of the Education according to an approach of the Sociology of the Knowledge and under a perspective pair: as an intellectual process and as a social historical phenomenon. For in such a way, it identifies to the trends theoretician methodological of prestige of the field of the Sociology of the Education and its relations with the social political context, prioritizing, in this analysis, the aspects related with the changes in the social function assumed by the school to the long one of the time. After the carried through analyses, conclude that in the interior of the scientific field of the Sociology of the Education they coexist, in the present time, theories directed toward the daily action, where they pre-dominate, on the other hand, related subcts the social representation, the action of the daily citizen in, and, for another one, the theories come back toward ampler the social system, where the boarding of the nexuses between the social structure and the existing interactions that form the individual and collective citizens and inequalities in the educational system.

 

Texto completo disponível apenas em PDF.

Full text only available in PDF format.

 

 

Referêcias Bibliográficas

Alexander, J. (1982). Las Teorias Sociologicas desde la Segunda Guerra Mundial: análisis multidimensional. Barcelona: Editorial Gedisa.

        [ Links ]

Brandão,Z.(1996). O Esquecimento de Um Livro:Tentativa de Reconstrução de Uma Tradição Intelectual no Campo Educacional. Revista Brasileira de Educação, 3, 18-30.

Brandão, Z. (1992). A Educação na Sociologia: Um Objeto Rejeitado. Caderno CEDES, 27,9-22.

Esping-andersen,G.(1991). As Três Economias Políticas do Welfare State. Lua Nova, 24, 85-116.

Giroux, H. (1993). O Pós-Modernismo e o Discurso da Crítica Educacional. In T. Tadeu da Silva (Org.) Teoria educacional crítica em tempos pós-modernos. PortoAlegre:Artes Médicas.

Gomez, A.P. (1978). Las fronteras de la educación: epistemología y ciencias de la educación. Barcelona: Zero ZYX.

Gouveia, A.J. (1971). A Pesquisa Educacional no Brasil. Revista Brasileira de Estudos Pedagógicos, 55 (122), 209-241.

Harvey, D. (1993). A Condição Pós-Moderna. São Paulo, Edições Loyola.

Navarro, V. (1993) Produção e Estado de Bem-Estar. O Contexto Político das Reformas. Lua Nova, 28/29, 157-200.

Przeworski,A. (1993) A Falácia Neoliberal. Lua Nova, 28/29,209-226.

Santos, B. S. (1989) Introdução a uma ciência pós-moderna. Rio de Janeiro: Graal.

Schaff,A.(1993) A Sociedade Informática.São Paulo: Brasiliense.

Silva,T.T. da. (1993) Sociologia da Educação e Pedagogia Crítica em Tempos Pós-Modernos. In T.Tadeu da Silva, Teoria Educacional Crítica em tempos pós-modernos. Porto Alegre:Artes Médicas.

 

* Professora da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE),Recife.Investigadora associada da UID Observatório de Políticas de Educação e de Contextos Educativos da Universidade Lusófona de Humanidade e Tecnologias, em Lisboa. E-mail: rosildaarruda@superig.com.br