SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.serIII número7Úlceras por pressão: perceção dos familiares acerca do impacto emocional e custos intangíveisA exclusão do pai da sala de parto: uma discussão de género e poder índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Artigo

Indicadores

Links relacionados

  • Em processo de indexaçãoCitado por Google
  • Não possui artigos similaresSimilares em SciELO
  • Em processo de indexaçãoSimilares em Google

Bookmark

Revista de Enfermagem Referência

versão impressa ISSN 0874-0283

Rev. Enf. Ref. vol.serIII no.7 Coimbra jul. 2012

http://dx.doi.org/10.12707/RIII11166 

O conforto do doente idoso cronico em contexto hospitalar: contributos para uma revisao sistematica da literatura

The comfort of the hospitalized older long-term patient: contributions to a systematic review of literature

El confort del paciente anciano cronico en contexto hospitalario: contribuciones para una revision sistematica de la literatura

 

Patricia Cruz Pontifice Sousa Valente Ribeiro*, Maria Arminda Mendes Costa**

* Enfermeira com a Especializacao em Enfermagem Medico-cirurgica. Mestre em Comunicacao em Saude. Doutoranda em Enfermagem na Universidade Catolica Portuguesa. Professora Adjunta na Escola Superior de Enfermagem de Sao Vicente de Paulo [patriciaps@ics.lisboa.ucp.pt].

** RN, MSc, PhD. FINE President. Professor Coordinator Chairman General Assembly - ESEP. Portugal. Researcher UNIFAI - ICBAS- UP. PortugaL [arminda@esenf.pt].

 

Resumo

Este artigo constitui o relatorio de um estudo com contributos para uma revisao sistematica da literatura (RS), centrado na tematica do conforto na pratica de cuidados de enfermagem ao doente idoso cronico hospitalizado. Diretamente relacionado com o fenomeno de conforto do doente idoso cronico hospitalizado, nao se encontrou qualquer trabalho em contexto nacional, verificando-se a existencia de poucos trabalhos de investigacao em contexto internacional, em amostras de doentes ou prestadores de cuidados/enfermeiros que procuram perceber as perspetivas/vivencias dos diferentes atores. O objetivo e determinar a melhor evidencia disponivel relativamente ao processo de conforto – estrutura, construcao e resposta do conforto - do doente idoso cronico hospitalizado – incluindo como participantes doentes idosos e enfermeiros/prestadores de cuidados, divulgando assim aspetos fundamentais da literatura. Na conducao desta RS foi utilizada a metodologia PI[C]OD e a tecnica de analise e integracao de dados por metasumario. Foram identificados apenas quatro estudos, cujos achados foram analisados e sintetizados. Embora os achados revelem algumas pistas, nao sao suficientemente conclusivos e especificos para dar resposta a questao central do estudo. Recomenda-se o desenvolvimento de investigacao que possibilite a compreensao da natureza do processo de conforto do doente idoso com vivencia de uma situacao cronica num contexto situacional de hospitalizacao.

Palavras-chave: conforto; idoso; hospitalizacao; revisao sistematica

 

Abstract

This article constitutes the report of a study which contributes to a systematic analysis review of the literature (RS) centred on the theme of comfort in the nursing care of the hospitalized older long-term patient. No work was found at the national level which directly connected with the comfort process of the hospitalized older long-term patient, while at the international level there exist a few investigations with samples of sick persons or care providers/nursing professionals which seek to access the perspectives/ experiences of the different players. The goal is to identify the best available evidence on the comfort process – structure, construction and response to comfort – of the hospitalized older long-term patient – including as participants aged persons and nursing professionals/care providers, revealing also fundamental aspects of the literature. The PI[C]OD methodology and the technique of analysis and data integration of meta-summary was used to guide the SR. Only four studies were identified and their findings were analyzed and synthesized. Although the studies reveal some ways forward, these are not sufficiently conclusive and specific to answer the study’s central question. We recommend the development of an investigation which allows understanding of the nature of the comfort process in relation to the older patient living with a chronic condition in a hospital context..

Keywords: comfort; aged; hospitalization; systematic review

 

Resumen

Este articulo corresponde al reporte de un estudio con contribuciones para una revision sistematica de la literatura (RS), y se centra en la tematica del confort en la practica de atencion de enfermeria al paciente cronico mayor hospitalizado. No se encontro ningun trabajo en el ambito nacional directamente relacionado con el fenomeno del confort del paciente cronico mayor hospitalizado, y se observo la existencia de pocos trabajos de investigacion a nivel internacional, en muestras de pacientes o prestadores de cuidados/enfermeros que buscasen entender las perspectivas/vivencias de los distintos actores. El objetivo de este trabajo es identificar la mejor evidencia disponible respecto al proceso de confort - estructura, construccion y respuesta de confort – del paciente cronico mayor hospitalizado – incluyendo como participantes a los pacientes mayores y enfermeros/prestadores de cuidados, divulgando asi, aspectos fundamentales de la literatura. En la realizacion de esta RS fue utilizada la metodologia PI[C]OD y la tecnica de analisis e integracion de datos por metasumario. Solo se identificaron cuatro estudios, cuyos resultados fueron analizados y sintetizados. Aunque los resultados revelen algunos indicios, estos no son suficientemente concluyentes y especificos como para responder a la pregunta central del estudio. Se recomienda desarrollar las investigaciones de forma a que permitan la comprension de la naturaleza del proceso de confort en el paciente mayor con una vivencia de situacion cronica en el contexto de hospitalizacion.

Palabras clave: confort; anciano; hospitalizacion; revision sistematica

 

Enquadramento do problema

Sabemos que o prolongamento da vida associado a uma diminuicao da fecundidade tem levado a um envelhecimento da populacao e que o envelhecimento demografico tem sido considerado como o fenomeno mais relevante nas sociedades desenvolvidas. Portugal enfrenta esta realidade e integra o grupo dos paises mais envelhecidos. Preve-se que venham a residir em Portugal quase tres idosos por cada jovem em 2060 (INE, 2009). Este aumento de longevidade causa um impacto profundo ao nivel da saude, nomeadamente nos idosos (pessoas com 65 e mais anos), colocando novos desafios e determinando novas necessidades em saude, “porque os idosos transportam consigo vulnerabilidade e dependencia, determinam estrategias de intervencao profissional marcadas pela singularidade que, ora se centram na monotonia e na repeticao de atos …ora escondem saberes que, por insuficientes observacoes sistematicas, nao tem sido explicitados …” (Costa, 2002), sendo um grupo vulneravel com grande utilizacao por parte dos cuidados de saude.

Este constante aumento da populacao idosa portuguesa obriga a uma maior e progressiva adequacao da prestacao de cuidados de saude suscetiveis de assegurarem o bem-estar aos idosos e proporcionarem uma melhoria da qualidade de vida. Sabe-se que o envelhecimento conduz a alteracoes especificas e relevantes da pessoa idosa, determinando nao so um aumento da populacao vulneravel as doencas cronicas e degenerativas, como tambem a repercussoes negativas na funcionalidade e debilidade dos mecanismos corporais, conduzindo a hospitalizacoes prolongadas e constantes (Oliveira, 2008; Yousefi et al., 2009).

Ao desconforto de estar doente sobrevem entao o stress do internamento, o que leva a vivencias de angustias, mal-estar, medos, expectativas, ambivalencias, ou desconfortos, que cada pessoa exprime de acordo com a sua individualidade e particularidade. Conforme temos oportunidade de verificar por estudos realizados, a hospitalizacao - situacao de transicao - e considerada um momento de stress para o doente idoso e familia, podendo representar diversas ameacas (Melleis, 2005; Silva, 2006; Oliveira, 2008; Yousefi et al., 2009).

Estar doente ou ter saude e um estado subjetivo, no entanto, numa situacao de doenca, a pessoa vivencia alteracoes e insatisfacoes das necessidades basicas que conduzem ao sofrimento e ao desconforto. As necessidades de saude dos idosos podem ser agravadas em situacoes de internamento, pelo que o enfermeiro devera ter a subtileza necessaria para fazer de cada encontro e de cada cuidado prestado, quer seja a higiene, o posicionar, entre muitos outros, uma ocasiao propicia para ajudar e proporcionar conforto.

Na medida em que os idosos sao uma populacao em crescimento numerico, saber intervir e cuidar junto desta populacao e fundamental, pelo que os cuidados de Enfermagem se devem centrar nas pessoas cujas necessidades nao sao satisfeitas por causa da doenca, ou que necessitam de ajuda para manter e promover a saude, o bem-estar e o conforto, como e o caso dos idosos hospitalizados (Silva, 2006). Autores como Melleis (2005) ou Kolcaba (2003) adiantam que a Enfermagem e considerada uma resposta humana de ajuda e conforto a pratica de cuidados, que tem a ver com experiencias de vida entre a enfermeira e a pessoa que recebe cuidados. Sabemos que o «conforto» e uma necessidade de toda a pessoa humana ao longo da vida, na saude e na doenca, e especificamente em grupos de doentes socialmente vulneraveis e fragilizados, como e o caso dos idosos que procuram ajuda junto das instituicoes hospitalares por agudizacoes da sua situacao cronica.

E neste contexto que emerge na saude, mais concretamente na Enfermagem, o conceito de «conforto». Apesar de ao longo dos anos ter sido atribuido a este conceito um significado de menor importancia, o mesmo e referido como um fenomeno de interesse e relevante para a area de enfermagem e considerado indispensavel no cuidado humano holistico, pelo que se torna fundamental investigar a sua contribuicao no ambito da complexidade dos cuidados de enfermagem (Oliveira, 2006, 2008; Apostolo, 2009; Yousefi et al., 2009). Muitas definicoes de conforto aparecem na literatura, estando de acordo com a perspetiva de cada autor. O conceito surge como relevante em trabalhos de diferentes autores e em varias teorias de Enfermagem, como por exemplo a Teoria do Conforto de Kolcaba (2003), sendo considerado um fenomeno de importancia basica para a enfermagem, contextualizado ora como um objetivo da enfermagem ora como um estado relativo ao doente, destacando a importancia de compreende-lo na sua multidimensionalidade do processo de cuidar. Melleis (2005) salienta que existem determinados aspetos inerentes aos cuidados de enfermagem que nao poderao ser negligenciados no atendimento da pessoa, como e o caso do conforto, pelo que deverao ser alvo de atencao e de pesquisa, salientando a importancia do papel do enfermeiro ao promover o conforto do doente. A autora acrescenta que, numa situacao de transicao de saude/doenca, o enfermeiro interage com a pessoa que e parte integrante do seu contexto sociocultural, estando esta interacao direcionada para um objetivo proprio, utilizando os enfermeiros intervencoes que promovam o aumento da saude, do conforto e do bem-estar. Apesar da inexistencia de uma definicao uniforme, desde sempre que o conforto tem sido considerado como um conceito primordial na Enfermagem, um imperativo moral, uma vez que contribui para a recuperacao da pessoa (Melleis, 2005; Apostolo, 2009).

Sendo um foco de atencao da disciplina humana do dominio da enfermagem, e conceito relevante em diferentes taxonomias, nomeadamente na Classificacao Internacional para a Pratica de Enfermagem (versao Beta 2), e considerado um resultado dos cuidados de enfermagem universalmente desejavel. Torna-se fundamental investigar nao so fenomenos em que a area de atencao seja relevante para a enfermagem, como tambem que o seu conhecimento reverta para quem beneficia dos cuidados, numa logica de compreensao dos fenomenos, na sua relacao com a realidade humana e social. E com base nesta ideia que se torna igualmente desejavel que se procure estudar pessoas que estejam agrupadas quer pela sua situacao de vida/saude, quer pela idade e grau de desenvolvimento (Oliveira, 2006, 2008). Procurando ter como fio condutor a compreensao de um fenomeno humano relacionado com a procura da qualidade de vida e bem-estar das pessoas em situacoes de saude e de doenca, e por tudo o que ja foi referido, parece ser relevante estudar o conforto relacionado com o doente idoso cronico que vivencia uma situacao de hospitalizacao.

 

Questao de investigacao

Com a finalidade de contribuir para um conhecimento mais alargado do fenomeno e mediante esta revisao sistematica de literatura, procurou-se resposta para a seguinte questao: Como e a natureza do processo de conforto do doente idoso cronico hospitalizado? Quais as suas especificidades?

Assim, atraves desta RS procura-se dar resposta a outras questoes secundarias: Que necessidades de conforto experimentam os doentes idosos cronicos hospitalizados; Qual o significado da vivencia de conforto para os doentes idosos hospitalizados; Quais os papeis dos varios atores na construcao do processo de conforto ao doente idoso; Quais as situacoes de cuidados que permitem a utilizacao do conceito de conforto; Que estrategias utilizam os enfermeiros para promoverem conforto.

Partindo destas questoes, justificadas pelo desconhecimento do processo de construcao e resposta de conforto relacionado com o doente idoso cronico hospitalizado, passamos a apresentar os aspetos metodologicos e os resultados encontrados.

 

Consideracoes metodologicas

O objetivo deste trabalho e determinar a melhor evidencia disponivel relativamente a natureza do processo de conforto do doente idoso cronico hospitalizado, esclarecendo as interrelacoes entre as condicoes (estrutura), as acoes (processo) e as consequencias, e contribuindo para a sintese e para a integracao do conhecimento produzido sobre o fenomeno do conforto atraves de estudos qualitativos. Atraves de um processo de procura, selecao, organizacao e sintese de estudos primarios de abordagem qualitativa sobre o fenomeno anteriormente descrito, e partindo do conhecimento cientifico deles extraido, procuramos que este trabalho contribua para a clarificacao e compreensao dos pressupostos conceptuais e praticos inerentes ao referido fenomeno, e assim, contribua para o progresso da enfermagem explicitando a evidencia alcancada na procura de subsidios com utilizacao na investigacao, na formacao em enfermagem e na pratica de cuidados (Sandlowski e Barroso, 2003a; Ramalho, 2005). Para a formulacao da questao de investigacao e definicao de criterios de selecao e consequentemente composicao da amostra, utilizou-se o metodo designado de PI[C]OD: participantes (e situacao clinica), intervencao, outcomes e desenho (tipo de estudo) (Center of Reviews and Dissemination, 2011; Ramalho, 2005).Trata-se de uma revisao sistematica da literatura com elaboracao apenas de metasumario (Sandlowski e Barroso, 2003a) em que foram definidos criterios de inclusao e exclusao, de estudos primarios (quadro 1).

 

Quadro 1 – Criterios de inclusao e exclusao de estudos primarios.

 

Olhar o conforto como um estado subjetivo implica que este possa ser entendido a luz das interacoes vivenciadas entre o doente e os enfermeiros /prestadores de cuidados, razao pela qual foram excluidos estudos em que nao houve evidencia da interrelacao entre os atores referidos. Optamos por incluir contextos de internamento de medico-cirurgica, excluindo estudos desenvolvidos em contextos de internamento com caracteristicas diferentes (internamento em cuidados paliativos, cuidados intensivos, de emergencia, ou psiquiatricos e ainda estudos desenvolvidos em asilos). Esta opcao reside na conviccao de que as necessidades da pessoa idosa naqueles contextos de cuidados serao objetivamente diferentes das dos doentes idosos em internamento medico-cirurgico.

Sabendo que os seres humanos agem com base no significado que as situacoes tem para eles, e que esses significados resultam da influencia reciproca do contexto social onde os mesmos interagem, facilmente depreendemos que cada acontecimento ocorre num determinado contexto e tempo, sendo o seu significado proprio e especifico de quem vivencia um fenomeno (Sandlowski e Barroso, 2003a). Neste sentido, a opcao pela abordagem qualitativa com diferentes metodologias, em detrimento da quantitativa, justificou-se na medida em que atraves dos relatos da experiencia vivida se pode ter acesso a um conjunto de sentimentos e emocoes, desejos e expectativas, conhecimentos e necessidades que, segundo uma estrategia quantitativa, nao era possivel obter, permitindo assim dar resposta as questoes do nosso estudo. Fundamenta-se no pensamento existencial de que os individuos so podem ser compreendidos se encarados como um todo, em constante relacao com os outros e com o mundo vivido. Desta forma, procuramos assim o sentido dado a vivencia num contexto situacional, a fim de compreender as situacoes da vida real captando em profundidade as experiencias humanas relativas ao fenomeno do conforto, na interpretacao que dele fazem as pessoas que os experienciam, contribuindo para um esclarecimento mais profundo da essencia da enfermagem.

 

Estrategia de pesquisa

A pesquisa foi realizada em bases de dados bibliograficas on-line nacionais e internacionais no mes de marco e abril de 2011 utilizando a lingua inglesa e a lingua portuguesa quando adequado, sem restricoes de data, tipo de publicacao ou de apresentacao e com a limitacao da pesquisa aos termos comfort or well-being no campo subject headings e restantes termos em default fields ou mesmo em all text. Os termos de busca foram (comfort or well-being) and (aged or elderly or older patient and nurses) and (hospitalized or hospitalization or inpatient) and (qualitative research, or phenomen or grounded or ethnography or case or interviews or observation or narratives or focus or content).

Em algumas bases nao foi possivel utilizar expressao de busca tao extensa, pelo que se optou pelos mesmos termos, mas progressivamente adicionados, numa logica de refinamento de pesquisa:

A busca eletronica foi feita em varias bases de dados com os seguintes resultados entre parentesis: Biblioteca do conhecimento on-line (0); bvs Biblioteca Virtual em Saude/LILACS, (14); Cochrane Library (0); EBSCO (CINAHL Plus With Full Text; MEDLINE with Full text; Database of Abstracts of Reviews of Effects; Cochrane Central Register of Controlled Trials; Cochrane Database of Systematic Reviews; Cochrane Methodology Register; Library, Information Science & Technology Abstracts; Nursing & Allied Health Collection: Comprehensive; British Nursing Index; Mediclatina; Health Technology Assessments; Academic Search Complete; NHS Economic Evaluation Database; ERIC; Fuente Academica; Economia Y Negocios e Business Source Complete (61); ProQuest (6); PubMed Central (1); Scielo Portugal (0).

Pesquisou-se ainda a partir de referencias bibliograficas de estudos publicados (3) e no acervo documental das Escolas Superiores de Enfermagem de: Lisboa, Coimbra, Porto, Artur Ravara, S. Jose de Cluny e de Universidades e Institutos: Universidade dos Acores, do Algarve, Catolica Portuguesa (Lisboa) e Instituto Ciencias Medicas Abel Salazar; Reitoria da Universidade de Lisboa; consulta on-line, ao catalogo da Biblioteca Nacional, (2) registos.

Pesquisou-se tambem, por titulo, no acervo documental, de dissertacoes de mestrados e doutoramentos das Escolas Superiores de Enfermagem de: Lisboa, Coimbra, Porto, Artur Ravara, S. Jose de Cluny e de Universidades e Institutos: Universidade dos Acores, do Algarve, Catolica Portuguesa (Lisboa) e Instituto Ciencias Medicas Abel Salazar; Reitoria da Universidade de Lisboa; consulta on-line, ao catalogo da Biblioteca Nacional, (0).

Procurando identificar estudos de revisao sistematica sobre o conforto, pesquisou-se pelos termos Systematic and review and comfort and nurse (em todos os campos), tendo-se obtido os seguintes resultados: Biblioteca do conhecimento on-line (1); Centre for Reviews and Dissemination (1) resultados; Cochrane Database of Systematic Reviews (0), EBSCO (24). no Joanna Briggs Institute (0). Todos os artigos foram excluidos pelo titulo, por nao preencherem um ou mais criterios de inclusao.

 

Processo de constituicao da amostra

A investigacao qualitativa explora temas especificos com a devida profundidade, pelo que o criterio mais importante a considerar seja a riqueza da informacao que se obtem, sendo o tamanho da amostra muito relativo. Esta revisao sistematica foi realizada por um unico revisor, a autora. A amostra inicial foi constituida por 87 estudos. Estes foram avaliados e selecionadas posteriormente, tendo em conta os criterios definidos, atraves do titulo e resumo e quando possivel a leitura integral, eliminando-se artigos repetidos. Grande numero de exclusoes ficou a dever-se essencialmente a dois aspetos: a inclusao do termo Comfort nas palavras-chave, sem que o conforto tenha sido a intervencao investigada, constituindo muitas vezes o conforto um resultado de uma qualquer intervencao em estudo e, a constatacao de que o termo nurse surge muitas vezes em palavras-chave, mas nao se referindo exclusivamente a participantes em estudo. Tambem foram rejeitados alguns artigos tendo por base o facto de se referirem a enfermeiros embora nao integrados como participantes diretos no estudo. A maioria dos autores consultados evidencia dificuldades em definir com precisao os criterios que determinam a existencia de uma boa pesquisa qualitativa, defendendo como tais a fidedignidade, validade, objetividade e generabilidade (Popay, Rogers e Williams, 1998; Paterson et al., 2001 cit. Jones, 2004). Seguiu-se a matriz de avaliacao e as orientacoes de estudos qualitativos propostas por Popay, Rogers e Williams, (1998, pp. 344-349), que tem por base os seguintes criterios de qualidade: (i) evidencia das narrativas leigas e privilegio do significado subjetivo, acoes e contexto (ou conhecimento leigo); (ii) evidencia de adaptacao ao contexto social e flexibilidade do desenho; (iii) evidencia da amostragem teorica ou intencional; (iv) evidencia de descricao rica, profunda e com proposito; (v) evidencia da qualidade dos dados - dada pela transparencia do processo de colheita, analise e apresentacao dos dados; (vi) evidencia da adequacao teorica e conceptual - a qualidade da interpretacao; evidencia das perspetivas e analises feitas pelo investigador tendo por base as narrativas feitas pelos participantes; (vii) potencial para a tipicidade – a generalizacao logica a um entendimento teorico duma classe de fenomenos similares.

Foram considerados validos todos os estudos que reuniram os criterios de inclusao sem que apresentassem omissoes de informacao de relevancia evitando comprometer a confianca nos achados, ou que, na opiniao do revisor, pareceram apresentar erros metodologicos que comprometessem a confianca dos resultados, podendo, no entanto, as apreciacoes das falhas variar com a disciplina, experiencia metodologica e preferencia dos investigadores (Paterson et al., 2001 cit. Jones, 2004). Como resultado desta selecao resultou uma amostra bibliografica, final, de 4 estudos (quadro 2) que, se considerou aceitar, apesar de nao satisfazerem na totalidade todos os criterios de qualidade:

 

Quadro 2 – Caracteristicas gerais dos estudos constituintes da amostra bibliografica.

 

Assim, optou-se por aceitar os quatro estudos da amostra, nao tendo sido possivel contactar com os autores dos estudos primarios para o esclarecimento de algumas duvidas que se nos colocaram.

 

Analise, sintese e transformacao dos achados

Com a finalidade de identificar o conteudo relevante e extrair os dados centrais e nucleares de cada estudo primario, procedeu-se, varias vezes, a leitura dos artigos a fim de identificar, analisar e interpretar o desenho e os achados de cada um deles. Procurou tambem situar cada estudo de acordo com o nivel de abstracao analitica e de transformacao interpretativa, tendo em conta os cinco niveis de tipologia de achados qualitativos de Sandelowski e Barroso (2003b), ficando os estudos constituintes da nossa amostra incluidos no penultimo nivel de transformacao -nivel III e IV - ou seja, entre os niveis levantamento tematico e descricao conceptual/tematica, nao atingindo o nivel mais alto de interpretacao/transformacao e conceptualizacao o que justifica a nossa opcao pela realizacao de um metasumario como forma de revisao sistematica.

Tal atribuicao justifica-se pela organizacao dos dados parecer constituir uma mistura entre temas usados como designacao e temas usados como integracao interpretativa. A extracao e abstracao dos achados seguiram a metodologia proposta por Sandelowski e Barroso (2003a) (quadro 3).

 

Quadro 3 – Achados dos estudos constituintes da amostra bibliografica.

 

Procurando dar resposta a questao principal: Como e a natureza do processo de conforto do doente idoso cronico hospitalizado? Quais as suas especificidades? Quanto as questoes secundarias propostas para esta revisao sistematica, os achados dos estudos constituintes da amostra bibliografica foram submetidos a analise de conteudo, a uma organizacao por temas, tendo em conta as assercoes tematicas, acima descritas, e as questoes orientadoras, procurando-se respeitar e captar o conteudo e significado dos referidos estudos (Sandelowski e Barroso, 2003a), surgindo seis temas centrais:

O processo de construcao e resposta de conforto do doente idoso cronico hospitalizado alicerca-se numa acao de cuidado baseada no respeito e reconhecimento da individualidade do sofrimento da pessoa humana e caracteriza-se pela relacao entre as necessidades experienciadas pelo doente e o trabalho de enfermagem/prestadores de cuidados, devendo as acoes/estrategias procurar responder aos desejos, as expectativas e necessidades individuais dos doentes.

O processo de conforto e individual, relativo a um momento particular e caracteriza-se pela sensacao de tranquilidade/comodidade, satisfacao e ainda pela possibilidade e expectativa de se poder obter o desejado em qualquer momento.

O processo de conforto e revestido de um carater intencional. Constroi-se mediante acoes e intencoes dos enfermeiros/prestadores de cuidados dirigidas ao doente e as suas necessidades globais, onde se destaca a atencao ao cuidado diario - «as pequenas coisas» - e a atitude pessoal dos prestadores de cuidados: o reconhecimento do doente, o respeito, a sensibilidade, o compromisso, a preocupacao, o conhecimento (doente e olhado como um «amigo»), a proximidade fisica e afetiva, a comunicacao, o toque e o humor.

O conforto podera situar-se na «sombra» do desconforto principalmente porque e reconhecido quando o doente ja viveu um estado de desconforto e esta relacionado as necessidades experienciadas. A avaliacao especifica das necessidades de conforto e necessaria e fundamental para uma intervencao de enfermagem holistica e abrangente.

O conforto surge como conceito tangivel e as experiencias de conforto do doente idoso hospitalizado, relacionam-se com as manifestacoes de desconforto e os modos/formas de as aliviar, que vao desde a possibilidade de o doente aliviar o seu proprio desconforto, a diminuicao de agressoes, a assistencia religiosa, a presenca e apoio da familia, e o suportar/preservar a vida diaria no hospital - mesmo que isso seja sentido como um desconforto.

Para o doente, a resposta de conforto e alicercada na experiencia de satisfacao face ao presente e ao futuro, na procura de alcancar o controlo sobre a sua situacao de vida e na percecao de uma vida normal durante a hospitalizacao.

 

Discussao

Analisaram-se quatro estudos conduzidos com metodologia qualitativa e com a finalidade de aumentar o conhecimento sobre o fenomeno, que apresentam alguns pontos em comum e sao sobreponiveis a outros estudos sobre o fenomeno em estudo, considerando-se no entanto estudos de razoavel qualidade.

Os achados respondem de certa forma a algumas das questoes formuladas, contudo deixam algumas fragilidades e reservas. Podemos perceber que face as caracteristicas dos estudos, se incluem grupos mistos de participantes (doentes adultos e idosos) e prestadores de cuidados/enfermeiros. No entanto, nao e possivel determinar o numero de idosos participantes na amostra, havendo envolvimento de participantes que sendo prestadores de cuidados nao sao enfermeiros. Quais os atores que promovem conforto? De que forma concorrem para o conforto do doente? Quais os papeis dos varios atores na construcao do processo de conforto ao doente idoso? Que tipo de solicitacoes sao feitas pelos doentes? Que atividades sao desenvolvidas pelos atores de conforto e que interpretacoes contextuais?

Apesar desta constatacao, a questao proposta para este estudo e as respetivas questoes secundarias orienta-nos para uma abordagem centrada nas interacoes que se verificam entre os doentes e os enfermeiros/ prestadores de cuidados em contextos particulares numa analise profunda da situacao das praticas e do sentido que os autores atribuem as praticas. Considera-se a pessoa no seu todo, bem como o ambiente e contextos em que estao inseridas, pelo que, estando conscientes de que os cuidados de enfermagem se devem centrar na pessoa unica, pensamos tambem que a pessoa nao podera ser olhada nem entendida como um ser isolado, mas sim integrado numa relacao com os que o rodeiam, numa constante interacao com o meio onde se insere, sofrendo influencias mutuas e constantes. Toda a dinamica deste processo e influenciada e determinada pelo contexto em que ocorre e pelos intervenientes, originando desta forma diferentes modos de o construir e desenvolver. Ao considerarmos o processo de «conforto» precisamos de reconhecer os elementos nele envolvidos, como tambem os intervenientes nesse mesmo processo, nomeadamente o doente e os atores de cuidados de conforto.

Embora os achados revelem algumas pistas no que diz respeito a construcao e resposta do processo de conforto, estes nao sao suficientemente conclusivos e especificos para dar resposta a questao central do estudo, nao nos levando a conhecer a natureza do fenomeno enquanto processo de conforto experimentado pelo doente idoso e enquanto acao/cuidado de enfermagem prestada ao doente idoso cronico hospitalizado.

 

Conclusao

Foi assim possivel, atraves dos estudos revistos, obter dados que respondam, se bem que de forma particular e parcialmente, as questoes previamente formuladas, o que nos leva a referir que os achados se tornam inconclusivos no que diz respeito aos fundamentos e especificidades que caracterizam a natureza do processo de conforto do doente idoso cronico hospitalizado. Para alem de os estudos nao nos parecerem suficientemente exaustivos relativamente ao tema em questao o pequeno numero de estudos encontrados, sendo que nenhum deles e relativo a realidade portuguesa, conduz necessariamente a necessidade de uma maior clarificacao sobre o tema em analise. Tambem sera possivel perceber a existencia de alguma fragilidade neste estudo, que se relaciona com a heterogeneidade dos estudos em questao e com o facto de so se ter incluido quatro estudos, o que podera de certa forma ser limitativo, embora “o facto de haver poucos estudos nao impede a realizacao de estudos de RS, antes pelo contrario pode mostrar a necessidade de fazer mais investigacao sobre o tema, um vez que ajuda a identificar lacunas do conhecimento” (Ramalho, 2005, p.43).

Parece ser importante desenvolver estudos que remetam para o fenomeno do conforto enquanto experiencia individual e particular partindo de uma realidade concreta e que procurem compreender a natureza do fenomeno enquanto conforto experimentado pelo doente e enquanto processo de cuidados de enfermagem, conduzindo-nos a aspetos que se relacionam com a forma como o conforto e percecionado e concebido pelos doentes, quais as situacoes de cuidados que permitem a utilizacao do conceito de conforto, quais os papeis dos varios atores na construcao do processo de conforto ao doente idoso ou ainda como e que o enfermeiro constroi os cuidados que ajudam o doente cronico no alivio do sofrimento, minimizando os desconfortos, avaliando igualmente o efeito desses cuidados, parecendo fazer sentido se for vivido num encontro entre a pessoas. O sofrimento deve ser, assim, uma preocupacao dos profissionais de saude, tornando-se imperioso reconhecer as suas causas e de que forma e vivido, para que se possa fazer um acompanhamento a pessoa que sofre no sentido de encontrarmos caminhos que possam contribuir para o seu alivio e que sejam promotores de conforto.

Pelo entao referido, e, atendendo aos criterios de inclusao definidos, estamos conscientes que estes resultados de investigacao, constituem apenas uma das formas de olhar uma realidade concreta, conduzindo deste modo a necessidade de se fazer mais investigacao sobre o tema, em situacoes variadas e em diferentes grupos etarios e de generos, produzindo conhecimento tendo em vista nao so a sua clarificacao como conceito, como tambem procurar um processo conceptual de construcao da pratica de cuidados, que facilite a sua compreensao e o seu desenvolvimento.

 

Referencias bibliograficas

APOSTOLO, J. L. M (2009) – O conforto nas teorias de enfermagem – analise do conceito e significados teoricos. Referencia. Serie 2, n? 9, p. 61-67.

BECHERRAZ, M. (2002a) – Experiences et significations du reconfort pour la personne operee et pour l’infirmiere qui en prend soin: 1ere partie. Recherche en Soins Infirmiers. N? 69, p. 80-87.

BECHERRAZ, M. (2002b) – De l’interet de la phenomenologie pour la mise en evidence de l’expertise infirmiere et le developpement de connaissances en soins infirmiers: 2e partie. Recherche en Soins Infirmiers. N? 69, p. 88-99.

BECHERRAZ, M. (2002c) – Experiences et significations du reconfort pour la personne operee: 3e partie. Recherche en Soins Infirmiers. N? 69, p. 100-110.

BECHERRAZ, M. (2002d) – Experiences et significations du reconfort pour l’infirmiere : 4e partie. Recherche en Soins Infirmiers. N? 69, p. 111-121.

CENTER OF REVIEWS AND DISSEMINATION (2011) - [Consult. Abr. 2011]. Disponivel em WWW: http://www.york.ac.uk/inst/crd/.

COSTA, M. A. (2002) – Cuidar idosos: formacao, praticas e competencias dos enfermeiros. Coimbra : Formasau.

INSTITUTO NACIONAL DE ESTATISTICA (2009) – Estimativas provisorias de populacao residente, 2008, Portugal, NUTS I, NUTS II, NUTS III, Municipios e Distritos. Lisboa : INE.

JONES, Myfanwy L. (2004) – Application of systematic review methods to qualitative research: practical issues. Journal of Advanced Nursing. Vol. 48, n? 3, p. 271-278.

KOLCABA, Katherine (2003) – Confort theory and practice: a vision for holistic health care and research. New York : Springer Publishing Company.

MELEIS, A. I. (2005) – Theoretical nursing development and progress. 3? ed. Philadelphia : Lippincott Williams & Wilkins.

OLIVEIRA, C. S. (2006) – O cuidado confortador a pessoa idosa hospitalizada: contributos para uma revisao sistematica da literatura. Pensar Enfermagem. Vol. 10, n? 1, p. 2-12.

OLIVEIRA, C. S (2008) – A experiencia de confortar a pessoa hospitalizada: uma abordagem fenomenologica. Pensar Enfermagem. Vol. 12, n? 1, p. 2-13.

RAMALHO, Anabela (2005) - Manual para redaccao de estudos e projectos de revisao sistematica com e sem metanalise. Estrutura funcoes e utilizacao na investigacao em enfermagem. Coimbra : Formasau.

SANDELOWSKI, M. ; BARROSO, J. (2003a) – Creating metasummaries of qualitative findings. Nursing Research. Vol. 52, n? 4, p. 226-233.

SANDELOWSKI, M. ; BARROSO, J. (2003b) – Classifying the findings in qualitative studies. Qualitative Health Research. Vol. 13, n? 7, p. 905-923.

SILVA, Joao Fernandes (2006) – Quando a vida chegar ao fim. Expectativas do idoso hospitalizado e familia. Loures : Lusociencia.

TUTTON, E. ; SEERS, K. (2004) – Comfort on award for older people. Journal of Advanced Nursing. Vol. 46, n? 4, p. 380-389.

YOUSEFI, Hojatollah [et al.] (2009) - Comfort as a basic need in hospitalized patients in Iran: a hermeneutic phenomenology study. Journal of Advanced Nursing. Vol. 65, n? 9, p. 1891-1898.

 

Recebido para publicacao em: 29.06.11

Aceite para publicacao em: 28.05.12