SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.17 número2Doença de WhippleEpigastralgias por osso espetado na parede gástrica índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

  • Não possue artigos similaresSimilares em SciELO

Compartilhar


Jornal Português de Gastrenterologia

versão impressa ISSN 0872-8178

J Port Gastrenterol. v.17 n.2 Lisboa mar. 2010

 

Fistulização enterocutânea em doença de Crohn severa

Enterocutaneous fistula in severe Crohn’s disease

 

Bruno Arroja, Manuela Canhoto, Cláudia Gonçalves, Filipe Silva, Isabel Cotrim, Helena Vasconcelos

Correspondência

 

Apresenta-se o caso de uma mulher de 54 anos com doença de Crohn com mais de 10 anos de evolução, admitida na enfermaria de gastrenterologia em estado de desnutrição e desidratação graves. Ao exame objectivo, destacavam-se múltiplas fístulas enterocutâneas abdominais com drenagem de conteúdo fecal activo e área de eczema envolvente exuberante (Fig. 1a). A tomografia computorizada confirmou trajectos fistulosos (Fig. 2).

A doente recusou propostas de abordagem cirúrgica. Após discussão das hipóteses terapêuticas e riscos inerentes a terapêutica biológica com agentes anti-TNF α, com consentimento da doente, foi iniciada alimentação parentérica total, antibioterapia e infliximab. Objectivou-se encerramento parcial das fístulas enterocutâneas com duas administrações de infliximab (Fig 1b). Porém, a doente viria a falecer no contexto de intercorrência infecciosa respiratória.

Fig. 1a e 1b. Aspecto macroscópio de fístulas enterocutâneas, localizadas à direita na região inguinal superior da coxa, antes da administração de Infliximab.

 

Fig. 2. Fístulização enterocutânea evidenciada em tomografia computorizada (seta branca).

 

 

Referências

1. Present DH, Rutgeerts P, Targan S, et al. Infliximab for the treatment of fistulas in patients with Crohn’s disease. N Engl J Med 1999;340:1398-1405.

2. Sands BE, Anderson FH, Bernstein CN, et al. Infliximab maintenance therapy for fistulising Crohn’s disease. N Engl J Med 2004;350:876-885.        [ Links ]

 

Correspondência: Bruno Arroja; Hospital de Santo André EPE, Serviço de Gastrenterologia; Rua das Olhalvas – Pousos 2410 – 197, Leiria, Portugal; E-mail: brunoarroja@gmail.com; Tlm: +351 919 917 216

 

Recebido para publicação: 05/02/2009 e Aceite para publicação: 06/02/2009.